Conheça as principais terapias contextuais da terceira onda - Sinopsys Editora
>> 
Frete Grátis em compras a partir de R$ 299  
<<
0
Conheça as principais terapias contextuais da terceira onda

Conheça as principais terapias contextuais da terceira onda

19 de Maio de 2021

Importantes na psicoterapia moderna, as terapias contextuais da terceira onda, ou psicoterapias da terceira onda, vêm expandindo o foco de apenas reduzir sintomas, buscando desenvolver habilidades que colaborem na melhora da qualidade de vida do paciente.

Indicadas no tratamento de transtornos mentais, elas englobam diversas abordagens, tais como:

TERAPIA DO ESQUEMA

Criada a partir da preocupação do psicólogo norte-americano Jeffrey Young com pacientes que tinham dificuldades interpessoais de longa duração relacionadas a transtornos de personalidade, a Terapia do Esquema tem como uma das bases a teoria do apego ou da vinculação do psicanalista britânico John Bowlby.

Segundo Bowlby, um desenvolvimento social e emocional saudável está vinculado ao estabelecimento de um relacionamento entre o recém-nascido e um adulto cuidador. Sem o atendimento das necessidades emocionais na infância, o indivíduo pode experienciar rejeição, ter sua autonomia prejudicada, entre outros fatores, desenvolvendo traços da sua personalidade.

Indicada no tratamento, a Terapia do Esquema ajuda o paciente a encontrar a raiz de suas patologias, empregando técnicas de imagens, vivenciais e interpessoais, além de estratégias de reparentalização limitada, entre outras.

Similar à Terapia do Esquema, a Terapia do Esquema Emocional tem como meta que o paciente não só reconheça as fontes dos seus transtornos, mas entenda o papel fundamental das emoções em sua vida. Nessa abordagem das terapias contextuais, o psicólogo trabalha com o paciente a habilidade de conviver com as suas emoções sem culpa, surgindo dessa aceitação ferramentas para enfrentar cenários adversos.

TERAPIA COMPORTAMENTAL DIALÉTICA


Já a Terapia Comportamental Dialética foi desenvolvida pela psicóloga norte-americana Marsha Linehan com o intuito de possibilitar a regulação emocional do paciente, assim como o autocontrole e a tolerância ao estresse. Estruturado conforme as habilidades emocionais e sociais do indivíduo, o tratamento da TCD era adotado inicialmente para tratar o Transtorno de Personalidade Borderline.

Considerando que as pessoas que sofrem desse transtorno têm alto descontrole emocional, essa técnica psicoterápica foca em estabelecer uma relação de confiança médico-paciente. Utilizada atualmente no tratamento de diversos transtornos mentais, a TCD se divide em módulos de psicoterapia individual e grupo de habilidades, entre outros.

TERAPIA DE ACEITAÇÃO E COMPROMISSO


Mindfulness e aceitação são a base da Terapia de Aceitação e Compromisso, desenvolvida pelo psicólogo norte-americano Steven Hayes com a intenção de integrar as terapias cognitiva e comportamental. Uma das terapias contextuais mais representativas da `terceira onda’ das terapias comportamentais, a ACT visa estimular o paciente a aceitar situações e experiências negativas.

Entendendo que, ao identificar as experiências indesejadas, o indivíduo adquire a capacidade de afastá-las, tal terapia costuma ser adotada no tratamento de depressão e transtornos de ansiedade.

TERAPIA FOCADA NA COMPAIXÃO


Na terapia Focada na Compaixão, o grande objetivo é ajudar o paciente que tem depressão ou psicose a superar a autocrítica. Formulada pelo psicólogo britânico Paul Gilbert, ela desenvolve o treino da mente compassiva, envolvendo atividades específicas que buscam influenciar na regulação do afeto.

O profissional pode, por exemplo, solicitar ao paciente que escreva uma carta afetuosa para si mesmo, visto que um pensamento autocompassivo permite uma visão realista do `eu’, ao mesmo tempo que promove crescimento pessoal. Junto às ações de TCC, a TFC ajuda o paciente a entender que é merecedor de amor e carinho.

TERAPIA COGNITIVA PROCESSUAL


Outra das terapias contextuais, a Terapia Cognitiva Processual é indicada para tratar transtornos de personalidade. Baseada na formulação do caso, do psiquiatra brasileiro Irismar Reis de Oliveira, a TCP simula um julgamento entre o psicólogo e o paciente, em que o paciente acusa os próprios erros e repudia a si mesmo, enquanto o profissional atua na defesa, apontando motivações para tais comportamentos. A ideia é que o indivíduo compreenda suas razões e passe a lidar com seus dilemas de modo saudável.

TERAPIA METACOGNITIVA


Desenvolvida pelo psicólogo britânico Adrian Wells, a Terapia Metacognitiva busca remover dos pacientes modelos de processamento disfuncionais que os mantêm presos a pensamentos negativos durante um longo período de tempo. Nessa abordagem, o terapeuta leva o indivíduo a refletir sobre seu pensamento para entender como é o processo de aprendizagem.

Essa técnica da TMC também permite que o paciente compreenda como seus pensamentos influenciam seus comportamentos, moldando sua personalidade. A partir disso, o profissional propõe novas estratégias, visando a reconstrução da capacidade do indivíduo de reformular suas ideias de modo a evitar sofrimentos.

TERAPIA DE MODIFICAÇÃO DO VIÉS ATENCIONAL


A Terapia de Modificação do Viés Atencional faz parte do grupo das terapias contextuais e busca desassociar certas experiências de eventos traumáticos, para remover do paciente as sensações ligadas ao medo ou à dependência. Adotada principalmente no tratamento de dependentes químicos, essa abordagem busca reprogramar a reação do indivíduo ao ter contato com o que lhe é prejudicial.
Outras do Blog

Tags

Terapia Cognitivo-Comportamental, Terceira Onda em Terapia Cognitivo-Comportamental, Terapias da Terceira Onda, Terapias Cognitivas e Comportamentais de Terceira Onda, Terapias Contextuais, Contextuais

Mais

Vistos

Receba promoções
e lançamentos

Este site usa cookies

Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.
Ao utilizar nossos serviços, você concorda com nossos termos e condições.
     
Item adicionado ao seu carrinho, o que deseja fazer agora?