Sinopsys Editora - #COVID19: será que estou preocupado demais?
51 3066.3690 Horário de atendimento: De Seg a Sex das 8h30 às 18h, sem fechar ao meio dia (Exceto em feriados).

Produtos

#COVID19: será que estou preocupado demais?

25 de Março de 2020

por Jucieli Gomes (CRP 07-27005)

Psicóloga Técnica da Sinopsys Editora


Vivemos um momento atípico, no qual estar preocupado é algo esperado para qualquer pessoa. Afinal, nunca antes havíamos passado por uma situação como esta, em que se faz necessário o isolamento social - e no mundo! Como enfrentamos uma situação nova, podemos não saber como lidar com todas as questões que surgem com o isolamento. Isso acontece não somente pelo medo do contágio, mas também por incertezas como "e o meu emprego? Posso ser demitido?" ou ainda "se eu ficar doente, onde procuro ajuda?".


Todas estas questões fazem a ansiedade ser quase uma companheira. Ela vem como uma sirene, que nos coloca em alerta para que tomemos cuidado. E, como você sabe, é para isso que ela serve: para fazer as pessoas se protegerem. é por isso que estarmos com um pouco de medo e ansiosos com a situação é saudável, pois fará com que tomemos os cuidados necessários, nos preservando e tomando providências ficarmos  protegidos.


Mas como saber quem está exagerando na preocupação? Se você está dentro de casa desde a semana passada, sai apenas quando é muito necessário e, nessas situações, não se aproxima ou mantém contato físico com outras pessoas, higieniza as mãos e na volta faz todo um ritual de higiene, fique tranquilo, isso não é exagero, são os cuidados recomendados.


O alerta vermelho acende quando você percebe que está buscando novas notícias sobre o coronavírus o tempo todo, quer estocar álcool gel e comida, está em vários grupos de whatsapp para receber (e repassar) informações (inclusive sem muitas vezes tentar verificar se elas são reais ou fakes), não consegue dormir ou pensar em outra coisa. Este excesso de preocupação nos atrapalha e chega a nos deixar "cegos", tomando providências erradas, que podem mais nos atrapalhar do que proteger. 


É claro que devemos nos manter informados e precavidos, mas sem exageros. Ainda não temos como prever todas as consequências que virão a partir do contexto em que estamos vivendo e, em breve, elas não poderão ser ignoradas. Por ora, precisamos manter a calma e viver um dia de cada vez, fazendo o que está ao nosso alcance: ficar em casa o máximo possível e se precisar sair, sem o mais cuidadoso possível também. 


Vejo que todos estão tentando encontrar a melhor forma para que hajam os menores prejuízos possíveis nas questões de emprego, alimentação, saúde pública. Independente disso, precisamos aprender a lidar com essa nova situação, que estamos vivendo em tempo real. Como qualquer desafio, ela dá medo; mas, se tivermos tranquilidade, empatia, paciência e sabedoria, vamos conseguir. 


Se, ainda assim, você sentir que precisa conversar, trocar impressões e desabafar sobre este momento, vários profissionais da Psicologia estão realizando ações de acolhimento, conversando e orientando. A Sinopsys Editora disponibilizou aqui uma lista de psicólogas voluntárias.



Outras do Blog

Tags

ansiedade, covid19, coronavírus, psicologia

Mais

Vistos

Saiba antes de promoções e lançamentos

CURSO ONLINE DE MINDFULNESS

de 05/03/2020 até 23/04/2020 - Online

Ler mais Outros Eventos

51 3066.3690

Horário de atendimento:
De Seg a Sex das 8h30 às 18h,
sem fechar ao meio dia (Exceto em feriados).

copyright © 2019 Sinopsys Editora. Todos os direitos reservados Fradde Comunicação