51 3066.3690 Horário de atendimento: De Seg a Sex das 8h30 às 18h, sem fechar ao meio dia (Exceto em feriados).

Produtos

Mudanças frequentes de escola podem desencadear sintomas psicóticos no início da adolescência

06 de Abril de 2017

Pesquisadores da Warwick Medical School mostraram que mudanças frequentes de escolas durante a infância podem aumentar o risco de sintomas psicóticos em anos posteriores.
O estudo, publicado na Academia Americana de Psiquiatria da Criança e do Adolescente, descobriu que a mobilidade escolar durante a infância aumenta o risco de desenvolver sintomas psicóticos no início da adolescência em até 60%.
O sofrimento de sintomas psicóticos na juventude está fortemente associado a problemas de saúde mental na idade adulta, incluindo distúrbios psicóticos e suicídio.
O professor Swaran Singh, que liderou o estudo, explicou: "Alterar as escolas pode ser muito estressante para os alunos. Nosso estudo descobriu que o processo de mudança de escolas pode aumentar o risco de sintomas psicóticos - independentemente de outros fatores. Às vezes o bullying pode ser como uma consequência de mudanças repetidas de escola e pode aumentar o risco para o indivíduo. "
Aos 12 anos, os participantes no estudo foram entrevistados para avaliar a presença de sintomas psicóticos, incluindo alucinações, delírios e interferência de pensamento nos seis meses anteriores. Aqueles que se mudaram de escola três ou mais vezes são 60% mais propensos a exibir pelo menos um sintoma psicótico definido.
Os autores sugeriram que muitas mudanças escolares podem levar a sentimentos de baixa auto-estima e um senso de derrota social. Este sentimento de ser excluído da maioria também poderia provocar consequências fisiológicas levando à sensibilização do sistema da dopamina mesolímbica, aumentando o risco de sintomas psicóticos em indivíduos vulneráveis.
A Dra. Cath Winsper, pesquisadora sênior da Warwick Medical School e parte do grupo de estudo, disse: "É claro que precisamos manter a mobilidade escolar em mente quando avaliamos clinicamente os jovens com transtornos psicóticos. O impacto pode ser sério como potencialmente duradouro. As escolas devem desenvolver estratégias para ajudar esses alunos a se estabelecerem em seu novo ambiente ".

Referência: https://www.sciencedaily.com/releases/2014/02/140218110525.htm
Materiais provenientes de University of Warwick. 
Outras do Blog

Tags

Infância, Comportamento, Mudança de Escola, Sintomas Psicóticos, Bullying, Escolas, Alunos

Mais

Vistos

X Congresso Internacional e XV Nacional de Psicologia Clínica

de 16/11/2017 até 19/11/2017 - A Coruña/Espanha

Ler mais Outros Eventos

51 3066.3690

Horário de atendimento:
De Seg a Sex das 8h30 às 18h,
sem fechar ao meio dia (Exceto em feriados).

copyright © 2015 Sinopsys Editora. Todos os direitos reservados Fradde Comunicação