Recursos para terapeutas cognitivos-comportamentais - Sinopsys Editora >> 
Frete Grátis em compras a partir de R$ 299  
<<
0
Recursos para terapeutas cognitivos-comportamentais

Recursos para terapeutas cognitivos-comportamentais

ESGOTADO

SINOPSE

Este kit é composto por 2 livros + 1 material terapêutico, são eles:

TAREFAS TERAPÊUTICAS PARA CLÍNICA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL
Trabalhar com psicologia clínica significa escolher atuar em uma atividade que envolve constantemente avançar e retroceder, incluindo, com frequência, a necessidade de alterar planos e encontrar outras formas de abordar situações. Quando a escolha é realizar esse trabalho sob um enfoque cognitivo-comportamental, a terapeuta ganha um aliado na adoção de tarefas terapêuticas.
Tais tarefas são atividadaes de variados níveis de complexidade, que devem ser realizadas por clientes ao longo do tempo entre sessões, seja promovendo a sensibilização para uma temática, ampliando o repertório de comportamentos, organizando pensamentos e emoções ou cumprindo outra função relacionada à demanda do caso.
A definição das tarefas terapêuticas depende de diversos fatores, que incluem a idade do cliente, seu nível cognitivo, sua condição socioeconômica, a presença de suporte social, o repertório da terapeuta sobre tarefas, entre outros.
Ao longo do livro, foram agrupadas propostas de tarefas terapêuticas, organizadas por faixas de desenvolvimento (crianças e adolescentes e adultos) e por temáticas frequentes em atendimentos clínicos (autoconhecimento, psicoeducação, ansiedade, etc.), com a intenção de ajudar terapeutas a pensar possibilidades para diferentes perfis de clientes e objetivos.

Autora: Sabrina Martins Barroso

+

BONS PENSAMENTOS - BONS SENTIMENTOS: GUIA DE TERAPIA COGNITIVO-COMPORTAMENTAL PARA ADOLESCENTES E JOVENS ADULTOS
Como ajudar adolescentes e jovens adultos a enfrentar sofrimentos emocionais (baixa autoestima, dificuldades afetivas e de relacionamento)? Em Bons pensamentos - bons sentimentos: guia de terapia cognitivo-comportamental para adolescentes e jovens adultos, Paul Stallard reúne material psicoeducacional e práticas e exercícios baseados na TCC - incluindo ideias das terapias de terceira onda -, a fim de apoiar os terapeutas nesta tarefa.

Terapia cognitivo-comportamental (TCC) é um termo genérico usado para descrever uma família de intervenções psicoterapêuticas que focam na relação entre processos cognitivos, emocionais e comportamentais. O objetivo geral da TCC é facilitar a conscientização do importante papel das cognições nas emoções e nos comportamentos. Os primeiros ensaios randomizados que demonstraram a eficácia da TCC em crianças e adolescentes surgiram no início da década de 1990.

Uma característica fundamental da TCC é o processo colaborativo pelo qual ela acontece. O cliente tem um papel ativo com relação à identificação de seus objetivos, ao estabelecimento de metas, à experimentação, à prática e ao monitoramento de seu desempenho. A abordagem visa facilitar um autocontrole maior e mais eficaz, com o terapeuta fornecendo uma estrutura de suporte na qual isso pode ocorrer. É uma abordagem estruturada e objetiva que orienta o jovem por meio de um processo de avaliação, formulação de problemas, intervenção, monitoramento e reavaliação.

A terapia pode envolver a identificação de valores pessoais importantes. Eles ajudam a manter o foco no futuro e atuam como um arcabouço para motivar e orientar o comportamento em direção à sua realização. O estabelecimento de metas é uma parte inerente de todos os programas cognitivo-comportamentais. As metas gerais da terapia são mutuamente acordadas e definidas para que possam ser avaliadas de forma objetiva. A transferência de habilidades das sessões de terapia para a vida cotidiana é incentivada pelo uso sistemático de tarefas de casa, onde novas habilidades são praticadas em ambientes da vida real. A consecução dos objetivos especificados é revisada regularmente e fornece uma visão geral do progresso.

A Terapia Cognitivo Comportamental ajuda o indivíduo a ver o quadro completo para que suas qualidades e realizações sejam reconhecidas e admitidas. Um processo estruturado de resolução de problemas pode fornecer um arcabouço útil para confrontar e lidar com desafios em vez de adiar ou evitar decisões. 

Autor: Paul Stallard

+

TABULEIRO COGNITIVO
Foi criado com o objetivo de guiar o paciente de forma lúdica e colaborativa à reflexão de seus pensamentos disfuncionais e de suas crenças intermediárias e nucleares no set terapêutico. O jogo facilita a comunicação entre terapeuta e paciente principalmente nos casos de introspecção, podendo também ser usado na terapia de adultos, casais e famílias, assim como auxiliar no processo de psicodiagnóstico terapêutico.

CONTÉM
- 1 tabuleiro
- 1 dado
- 55 cartas
- 1 manual

AUTORAS
Catarina Brandão e Regina Azevedo

Veja também

Receba promoções
e lançamentos

Este site usa cookies

Nós armazenamos dados temporariamente para melhorar a sua experiência de navegação e recomendar conteúdo de seu interesse.
Ao utilizar nossos serviços, você concorda com nossos termos e condições.
     
Item adicionado ao seu carrinho, o que deseja fazer agora?